Queria por em palavras todo o rio de sentimentos que corre aqui dentro de mim
Onde teu silêncio grita bem alto
Tua ausência se faz sempre presente
A lembrança do teu sorriso transpassa o peito feito raio de sol
E eu me afogo na incerteza que é não saber de ti

Quero escrever poesia com todas as lembranças que tenho de você.
Cantar cada uma delas com a mesma força com que as sinto
Quem sabe assim, como quem se despe de todo torpor,
você seria capaz de ver a verdade que elas carregam

Tentei me livrar de mim, na esperança de te levar junto,
mas assim me perdi onde tu termina e eu começo
E acho que isso tem alguma coisa a ver com aquele olhar que compartilhamos 
naquela noite de março e com aquela chuva que prometia levar consigo toda solidão.
Você provavelmente não lembra disso mas eu lembro de tudo.
Eu estava lá.
Eu ainda estou.


Somos todos, Universos
Rapidamente ou não,
sempre em expansão.
Somos pó, luz e cor.
V Í V I D O S
Somos cheios e complexos;
Repletos de estrelas,
embora nem sempre arrumadas em constelações,
e tudo bem estar assim.
somos TODAS as coisas em uma coisa SÓ.
Somos   i    n    f    i    n    i    t    o    s .
Somos todos, Universos
E por assim sermos, 
deixamos sempre um pouco do nosso por aí,
levamos sempre um pouco dos outros por aqui.
E com os universos que hão em nós,
vamos construindo, juntos,
o MAIOR universo de todos,
a VIDA.
Resultado de imagem para garota na chuva tumblr





Sem querer, te vi
Mais do que o sorriso que contagia;
a risada que encanta;
a simpatia que emana;
Bem mais do que os olhos podem ver

Sem querer, te conheci
Mais do que só um garoto do interior;
que só um coração bondoso;
que só um ser humano generoso;
Bem mais do que a mente pode conhecer  

Sem querer, te quis
Mais do que querer por perto;
pra sempre;
pra mim;
Bem mais do que o coração pode querer

Sem querer, senti
Quando te vi, conheci
Quando te conheci, quis
Quando te quis, senti
E sentindo, entendi

Sem querer, entendi
Entendi o que é o ver, conhecer,
querer, sentir;
gostar.
Sem querer.








As luzes, os sorrisos, as pessoas ao redor nos assistindo.
Braços entrelaçados, estamos andando
Mas é mais parecido com flutuar.
Você e eu.
Tudo parece tão certo.
O mundo finalmente em eixo.
É isso possível?
Tanta gente ali
E eu só via você, a gente
O que nós poderíamos ser
O que nós poderíamos ter
Você vê o que eu vejo?
Sente o que eu sinto?
É como se tudo tivesse me levado até ali
àquele momento, àquele lugar, àquele sentimento 
É como se uma janela à muito fechada fosse aberta
E você estivesse do outro lado
Sorrindo
Mas então há o vidro que nos separa
Você consegue me ver?
Eu bato no vidro: Eu estou aqui!
Consegue me ouvir?
Continuo aqui
Sem saber como atravessar o obstáculo
Mas também sem desistir
De você, de mim, de nós
Assim, espero o momento em que a janela do meu coração
poderá me ligar ao seu.