Águas de Março

by 1:26 AM 0 comentários




Queria por em palavras todo o rio de sentimentos que corre aqui dentro de mim
Onde teu silêncio grita bem alto
Tua ausência se faz sempre presente
A lembrança do teu sorriso transpassa o peito feito raio de sol
E eu me afogo na incerteza que é não saber de ti

Quero escrever poesia com todas as lembranças que tenho de você.
Cantar cada uma delas com a mesma força com que as sinto
Quem sabe assim, como quem se despe de todo torpor,
você seria capaz de ver a verdade que elas carregam

Tentei me livrar de mim, na esperança de te levar junto,
mas assim me perdi onde tu termina e eu começo
E acho que isso tem alguma coisa a ver com aquele olhar que compartilhamos 
naquela noite de março e com aquela chuva que prometia levar consigo toda solidão.
Você provavelmente não lembra disso mas eu lembro de tudo.
Eu estava lá.
Eu ainda estou.

Tatiane Costa

Developer

Cras justo odio, dapibus ac facilisis in, egestas eget quam. Curabitur blandit tempus porttitor. Vivamus sagittis lacus vel augue laoreet rutrum faucibus dolor auctor.