Diário de uma botafoguense

by 10:56 AM 0 comentários
Superação.
Depois de um ano repleto de dificuldades o Botafogo conseguiu. Não, o Botafogo não, nós, sua torcida que sempre esteve junto, os verdadeiros torcedores, também fazemos parte dessa conquista.
A perda do Engenhão foi dura, mais de 30 milhões perdidos em investimento. Perdemos novos patrocínios por conta disso. A perda resultou em salários atrasados por mais de 3 meses. Os salários atrasados resultaram na necessidade de vender jogadores importantíssimos para o time que até então voava em campo e era a sensação do Brasileirão. Fellype Gabriel, Andrezinho e posteriormente Vitinho. O golpe foi duro. A qualidade dentro de campo caiu consideravelmente e com o esgotamento de alguns jogadores, fomos enfraquecendo. Mas engana-se quem ousou duvidar que não conseguiríamos. Essa vaga na libertadores já era nossa. Tinha de ser! Sorrimos, vibramos, sofremos, choramos, sofremos mais um pouco e finalmente voltamos a chorar, mas dessa vez de felicidade.
Merecíamos demais essa vaga.
Aos rivais que fazem pouco caso de uma "simples vaga na "pré libertadores"", vocês não entendem. Nunca entenderão. Mas isso não é culpa de vocês, imagina. Nem todos são escolhidos, nem todos sabem o que é ser botafoguense, nem todos sentem a flor da pele todo esse amor que mal cabe dentro de nós.  
 Caramba, como é bom poder amar você Botafogo! Ano que vem, mais  uma vez, estaremos juntos. Você, eu e todos aqueles que seguem essa brilhante e magnífica estrela solitária. Dessa vez porém, seu brilho iluminará os quatro cantos da América. 18 anos depois, estamos de volta! De volta ao lugar de onde jamais deveríamos ter saído. Mal posso esperar!
Te amo Fogo, e te amarei enquanto eu viver. Na verdade, creio que após isso também.


Tatiane Costa

Developer

Cras justo odio, dapibus ac facilisis in, egestas eget quam. Curabitur blandit tempus porttitor. Vivamus sagittis lacus vel augue laoreet rutrum faucibus dolor auctor.